Vieques

Saiba mais sobre La Isla Nena

Esta pequena ilha de Porto Rico (34 km de comprimento por 5 km de largura), também conhecida como “Isabel Segunda” é com certeza um paraíso. Ocupada pela Marinha Americana por 62 anos, que se retirou somente em 2003, evitou a urbanização do local e garantiu que Vieques continuasse a ser tão natural como na época em que foi descoberta. No seu passado índios Arawak, muito comuns na região do Caribe, viveram em Vieques que também era considerada um ponto de encontro de piratas durante o século XVII, graças a sua proximidade com Porto Rico e com St. Thomas (Ilhas Virgens). Diz a lenda que muitos tesouros podem estar escondido por lá. Apesar de pequena, a ilha conta com alguma infraestrutura, como hotéis, aluguel de carros e é possível até acampar na praia de Sun Bay.
Mas vamos ao que interessa: as praias, estas sim são fenomenais. Só nesta ilha são 40, todas protegidas por árvores e coqueiros que a tornam ainda mais belas e aconchegantes. Os pontos turísticos históricos não são tão chamativos, apenas um museu localizado no forte da ilha (El Fortin Conde de Mirasol), chamado Museu Vieques de Arte e História, que guarda milhares de documentos. Entretanto, quem vai a Vieques quer mais passar horas à beira-mar ou mergulhando na Praia Azul, o nome já diz tudo, não é mesmo?
Outro passeio imperdível é nas águas de Mosquito Bay onde ocorre um fenômeno raro, graças aos milhões de dinoflagelados (minúsculos seres marinhos) que ao sentirem o movimento das águas formam cores incríveis, basta colocar a mão fora do barco para apreciar mais este espetáculo da natureza. Se possível vá à noite, o rastro iluminado é ainda mais inebriante. Para chegar ilha há duas formas: de avião saindo do San Juan International Airport (cerca de 30 minutos de voo); ou de barco (ferry) partindo de Fajardo.