Conheça as outras cidades-sede dos jogos da Copa do Mundo

Rostov-do-Don está localizada a sudeste da parte europeia da Rússia, e recebe esse nome por ser banhada pelo rio Don, bem como para diferenciar de Rostov, cidade na província de Iaroslavl, situada no Anel de Ouro de Moscou, e mais antiga. A cidade fica a apenas 46 quilômetros do mar de Azov e foi palco de muitas batalhas durante a Segunda Guerra Mundial. Entre seus principais pontos turísticos estão zoológicos, parques naturais, de diversão e aquático; a Catedral Rostov Virgin's Nativity, os museus de história local, de ciências, de arte moderna e um bastante curioso, Upside Down House, onde se tem a impressão de estar em uma casa de ponta-cabeça.
Capital da Mordóvia, Saransk tem um cinema com o nome de Gérard Depardieu, famoso ator francês, além de teatros, museus, parques e jardins de encantar. Localizada a 630 quilômetros de Moscou, foi fundada em 1641, no mesmo local onde hoje está situada a Fortaleza Atemar, posto do governo russo a sudeste. Desde sua criação é um importante centro comercial para o país, tanto é que entre as décadas de 60 e 70, o governo reconstruiu sua área central, alargando ruas e planejando um enorme complexo residencial. Em prédios dos séculos XVII e XVIII estão teatros e museus, convivendo lado a lado com blocos de edifícios soviéticos, e que são muitos para uma população de apenas 300 mil habitantes; porém desde sempre há uma grande cultura dos russos pelas artes, e nisso eles não economizam.
Localizada a 400 km de Moscou, Ninji Novgorod é uma ótima opção de destino para estudar, de estrutura bastante promissora, a começar pela universidade Lobashevsky, de gestão estadual. O seu principal ponto turístico é, sem dúvida, o Kremlin, construído no século XV após a conquista da cidade por Ivan, o Grande, e que abriga uma coleção de armas e veículos militares. Dentro dele há diversas igrejas, como a Catedral de Santa Sofia e a Igreja de Santo André, bem como o Millenium of Russia, monumento construído em homenagem à chegada do conquistador Rurik a Novogorod, e a escadaria Chkalov, ótima para tirar fotos do rio Volga. Fora do Kremlin, as atrações estão concentradas na rua Bolshaia Pokrovskaia, com bares, restaurantes, cafés, lojas e arquitetura típica.
A cidade de Samara é um dos maiores centros industriais, culturais e logísticos da Rússia, inclusive base das empresas petrolíferas, tendo seu aeroporto internacional como um dos mais movimentados do país. Entre as principais atrações da cidade estão a orla do rio Volga, com praias, parques e boulevards, todos muito bem preservados, além museus espacial, regional, de artes, bem como o abrigo secreto de Stálin, localizado a mais de trinta metros abaixo da terra, de onde ele comandava todos os ataques, e tem capacidade para 125 pessoas. Existem ainda os monumentos VLS “Soyuz”, um foguete, o avião militar Ilyushin Il-2 Sturmovik, e Alameda das Indústrias, sem contar uma moderna estação de trem com mirante panorâmico, praças (inclusive a Kubychev Square, considerada a maior praça urbana da Europa) e teatros.
Ecaterimburgo foi fundada em 1723 e tem cerca de 1,4 milhões de habitantes, o que faz dela a quarta maior cidade da Rússia, atrás de Moscou, São Petersburgo e Novosibirsk. Entre 1924 e 1991, designou-se Sverdlovsk, e com o fim do regime comunista, o nome original foi recuperado, em homenagem a uma das czarinas russas. É uma das cidades mais orientais do país, fazendo fronteira geográfica entre Europa e Ásia, e um dos pontos de parada da Rota Transiberiana, tendo sua estação como uma das mais belas de todos os demais destinos, com amplos saguões e painéis pintados para exaltar feitos históricos do povo russo. E por falar em história, em 1918 os bolcheviques assassinaram nos porões da casa Ipatiev o Czar Nicolau II e toda a sua família; no mesmo local onde foi erguida a Catedral do Sangue, e a família real foi canonizada pela Igreja Ortodoxa russa como Santos Mártires, tendo seus corpos sepultados na fortaleza de Pedro e Paulo em São Petersburgo. A cidade é digna de “bater pernas”, com lindas avenidas e parques repletos de estátuas de bronze, lojas, bares, cafés e restaurantes.