Lombardia

A região mais populosa da Itália

A Lombardia é a região mais rica e populosa da Itália, com 9,7 milhões de habitantes (um sexto do país), limite territorial ao norte com a Suíça e grandes cidades, como Milão - que inclusive é sua capital -, Bergamo e Brescia. Os dois maiores lagos italianos estão na Lombardia, bem como 10 monumentos declarados Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Sua gastronomia é composta por pratos substanciosos, e vinhos tão bons quanto os toscanos e piemonteses, inclusive DOCG (denominação de origem controlada e garantida), produzidos pelo método clássico por mais de 100 vinícolas nessa bela região.
Mais conhecida como a capital da moda, Milão é também um dos principais motores da economia européia, cheia de contrastes e atraente. Não é uma cidade rica em monumentos como Roma ou Florença, pois perdeu muitas riquezas históricas durante a Segunda Guerra Mundial. Entretanto, esbanja cultura com marcos como a Catedral Duomo, o Castelo Sforzesco, o Palazzo Reale, além de ótimos museus, edifícios magníficos, excelentes restaurantes, muitas opções para fazer compras e uma vida noturna movimentada.
Ao lado está Pavia, que juntamente com Cremona, produzem os melhores violinos do mundo. Com belos palácios e uma das universidades mais antigas e de maior prestígio na Itália, a cidade tem um clima bem animado,devido à grande população de jovens. Na antiguidade era conhecida como "a Cidade das 100 torres", das quais restaram apenas três. A Ponte Coberta é ao mesmo tempo uma atração turística e um charme da cidade, separando o centro histórico do pitoresco bairro de Borgo Ticino. Nas imediações da cidade há vastos campos de arroz que, dependendo da época, mais parecem um tapete colorido, tanto é que a cozinha pavese tem suas tradições gastronômicas no preparo de risotos e outros pratos que tenham o arroz como base.
O norte da Itália é cercado pelos Alpes, também chamado de Dolomitas, uma cadeia montanhosa de beleza natural ímpar, que engloba 5 cidades charmosas, badaladas e com estações de esqui para você curtir o inverno com muita neve e descontração: Madonna di Campiglio, Dobbiaco, Cortina d’Ampezzo, Cormayeur e Breuil-Cervinia. As montanhas são recortadas por geleiras, que formam amplos e profundos vales, e que possuem um inesperado clima quente e ensolarado, mesmo no inverno. A estação do ano mais bonita é o verão, quando o sol se reflete nos lagos, e as cores da natureza ficam ainda mais intensas.