Lituânia
Era uma vez um reino pagão fundado no século XIII pelo rei Mindaugas, o Grão-Ducado da Lituânia. O tal bastião, que tinha orgulho do seu paganismo se tornou um Estado forte no final do século XIV. Tão forte que se estendia desde o Mar Báltico até o Mar Negro. Foi nessa época que o grão-duque Jogaila se casou com uma polonesa e aceitou a entrada do cristianismo no reino Polonês-Lituano. Desde então, o cenário religioso e político mudou radicalmente. Foram promovidos batismos em massa e templos começaram a surgir em profusão. Mas, isso não foi assim tão simples. Houve muita revolta, incêndios, batalhas - como era o hábito nessa época - até que finalmente, entre os séculos XVII e XVIII os esforços para reergue-la da destruição resultaram nessa riqueza barroca que domina Vilnius. Agora, a quantidade de igrejas é o que mais impressiona na capital da Lituânia, um dos três Países Bálticos. Para onde quer que o olhar se dirija, ele avista alguma cúpula. Não é à toa que a Cidade Velha de Vilnius figura desde 1994 na lista dos Patrimônios Mundiais da UNESCO.
 
Fonte: Viajar pelo Mundo 
 

CONHEÇA OS DESTAQUES DA NOSSA PROGRAMAÇÃO:

 

Roteiros Sato

 

* As datas de saídas estão sujeitas a disponibilidade no momento da reserva. Consulte Disponibilidade para a saída desejada.