• Slideshow Destinos barbados shutter1

Barbados

Sobre | Pacotes | DestinosSolicite um orçamento


Pequena, porém irresistível, assim podemos definir Barbados, a ilha Caribenha com apenas 431 km² traz na sua história herança portuguesa, já que foi batizada por este povo, apesar de ter sido colonizada por espanhóis, pertencer à Inglaterra até 1961 e hoje, apesar de independente, continua com ligações estreitas com o governo britânico.


Ufa, com tantas influências, Barbados não poderia ser apenas mais uma ilha do Caribe. Todas estas singularidades a tornam muito mais que especial, paraíso que atrai turistas de todas as partes do mundo.

O que você deseja, encontrará na ilha. Ao todo são mais de 60 praias, algumas indicadas para esportes como surf, body, iatismo e mergulho; os melhores campos de golf do Caribe; jogos de críquete, a paixão nacional dos barbadianos; uma culinária fantástica, a única ilha do Caribe com classificação Zagat, por seus numerosos chefs reconhecidos internacionalmente; passeios históricos; compras; aventura; baladas e tudo mais que possa imaginar.

Apenas 6 horas de distância do Brasil, Barbados atrai cada vez mais turistas do nosso país, além disso, vale ressaltar a paixão que o povo da ilha tem pelos nossos conterrâneos, vestem, literalmente, a camisa verde amarela. Vale a pena conversar com os “bajans”, como gostam de ser chamados, eles dão uma atenção toda especial para os brasileiros, inclusive dicas sobre seus destinos preferidos, que muitas vezes estão fora da rota turística.

Dicas de Barbados

  • Barbados com Crianças
  • Praias em Barbados
  • Passeios em Barbados
  • Passeios históricos e culturais em Barbados
  • Gastronomia de Barbados


Barbados é o destino certo para conhecer em família!

Barbados é o destino para conhecer em família, há atrações divertidas para todas as idades e os pequenos vão ficar fascinados com tudo o que encontrarem ali. O contato com ambientes naturais também se intensifica, seja em uma das maravilhosas praias da ilha, em cavernas, embaixo da água ou no meio das árvores. Um dos locais muito indicados para levar os filhos é a Barbados Wildlife Reserve, ou seja, uma reserva de vida selvagem localizada em um bosque de mognos na região norte do país.

Ali a possibilidade de interação com a natureza é enorme, já que os animais ficam soltos e passeiam livremente entre os convidados. Você vai seguindo uma trilha sem saber qual o próximo bicho que irá encontrar e vai poder observá-los de perto, ver como se comportam, se alimentam e interagem com outros animais. As crianças, além de se divertirem muito neste ambiente, aprendem sobre a vida selvagem e se encantam a cada nova descoberta.

Os animais são em sua maioria de pequeno ou médio porte, como macacos, iguanas, tartarugas, veados e pássaros de muitas cores diferentes, dos pavões, flamingos e papagaios a pelicanos e pardais. Há até mesmo uma coleção de cobras e um jacaré, para os interessados por répteis! Mas não se preocupe que esses animais estão locais isolados.

Outro local excelente para ir com a família é o The Boatyard, localizado em Carlisle Bay. O restaurante cobra uma taxa fixa e você pode aproveitar todas as facilidades que oferecem. Há desde guarda-sóis e camas para passar uma tarde relaxante na praia, até um píer de onde adultos e crianças adoram pular e mergulhar no mar. Dentro da água, os pequenos podem brincar em uma cama elástica e escalar e escorregar em um iceberg inflável. Outra opção é utilizar snorkels e sair à procura de tartarugas marinhas. O ambiente é super animado, descontraído e a diversão nunca para. E o melhor de tudo é a paisagem paradisíaca, de areia branca e fina e um mar azul transparente!

Venha para Barbados com toda a família e comemore o Dia das Crianças do jeito que elas merecem!


Que tal uma bela Praia?

Agora sim, depois de uma farta refeição, você já está preparado para desvendar os mistérios da ilha. Que tal começar pelo Island Safari, um passeio emocionante em um jipe 4x4, uma ótima oportunidade de conhecer todo o lado leste da ilha, pontos turísticos históricos, praias primorosas, algumas quase desertas, e ainda um trecho no meio da floresta. Uma das melhores maneiras de conhecer boa parte de Barbados em um único dia. Atenção, não se esqueça de levar roupa de banho, pois senão você irá se arrepender de não ter caído na água em uma das paradas do jipe.

Depois de conhecer a costa leste, vale a pena um passeio de catamarã pelo lado oeste. Assim como o passeio de jipe, também dura cerca de 5 horas, mas em alto mar, durante a navegação há várias paradas, tanto para mergulhar e ver navios naufragados, nadar junto com tartarugas marinhas ou simplesmente desfrutar de momentos de ócio em praias desenhadas à mão.

Agora se você não gosta muito de mergulho, mas não abre mão de apreciar as riquezas marinhas de Barbados, que tal visitá-las de dentro do Atlantis Submarine, você poderá ver corais durante todo o percurso, além de um navio naufragado, com certeza uma experiência maravilhosa para quem visita a ilha.
Voltando um pouco para a terra, literalmente, não deixe de conhecer os parques Andromeda Botanic Gardens, Forest Flower e Orchid World, que apresentam o que há de mais espetacular da flora de Barbados. Os locais são perfeitos para caminhadas e muitas vezes usados até para cerimônias de casamentos, de tão belos que são seus jardins.

Na Forest Flower, em especial, é possível encontrar um verdadeiro jardim de inverno (bem, inverno só no nome) onde 50% das plantas são medicinais, além disso, lá tem mais de 25 tipos diferentes de palmeiras. Uma incontestável floresta tropica, com mais de 50 hectares de área verde.
Para os fãs de ecoturismo as opções também são inúmeras. O Welchaman Hall Gully é ótimo para caminhadas. Procure fazer o passeio no começo da manhã ou no fim da tarde, onde é possível ver diversos macacos brincalhões, afinal, Barbados é uma das poucas ilhas do Caribe onde tem os primatas em seu habitat natural, e não são poucos, cerca de 7 mil.

Continuando na parte aventureira, que tal uma visita à Caverna Harrison (Harrison’s Cave)? Garanto que você não irá se arrepender, sem dúvida uma das principais maravilhas da ilha. São diversos riachos que ajudam a formar as estalactites e estalagmites iluminadas artificialmente, deixando-as ainda mais fantásticas de serem observadas. Os passeios pelo interior da caverna são feitos em carrinhos que percorrem boa parte de seu interior, uma verdadeira obra de arte da natureza.

Outra caverna também bastante visitada é a Animal Flower Cave localizada no ponto mais alto ao norte de Barbados, lá tem muitas piscinas naturais com anêmonas do mar.

Agora se você quiser ver a ilha de outro ângulo, mais precisamente de cima, vale conhecer os mirantes das montanhas de Cherry Tree Hill e de Gun Hill Signal Station, os dois oferecem uma vista incrível de Barbados, com certeza lugares para tirar excelentes fotos.

Depois de conhecer praias, parques, museus históricos, viagem de barcos, mergulhos, cavernas e observar a ilha de seus mirantes, uma caminhada pelas ruas de Barbados também é uma super atração, logo de cara é possível verificar a paixão que a ilha tem pela Jamaica, nas barracas de rua as cores vermelho, amarelo e verde, das bandeiras deste país, formam a decoração, ao som do Reggae e cartazes do Bob Marley espalhados por todos os cantos. Os barbadianos são apaixonados por este ritmo musical, tanto que ao observar com mais calma as pessoas você verá a cultura rastafári em todo lugar, desde as roupas, até as tranças coloridas e dreads nos cabelos.

E assim também é a noite em Barbados, que gira em torno dos ritmos Reggae, Calypso e Soulca (uma mistura de Soul com Calypso). E acredite, as danças são extremamente animadas, sensuais e movimentam de um jeito todo peculiar as pistas de danças de Barbados.

Algumas opções inusitadas valem a pena ser visitadas, como os cruzeiros de festas, isto mesmo, você pode curtir a noite com diversas atrações a bordo do Jolly Roger, uma espécie de navio pirata, ou do MVP Harbour Master, inclusive com a performance de artistas locais, animação na certa.

Agora se você prefere curtir em terra firme e é do tipo que a balada inicia logo no pôr do sol e vai até o raiar do dia, então comece o esquenta em um dos milhares Rum Shops, estique para um Dinner Show, duas boas dicas são o Bajan Roots & Rithms, localizado no restaurante Plantation, e o Beach Extravaganza, no Harbour Lights.

Ainda sobrou fôlego? Sem problemas, opções não faltam, o Café Sol e o Reggae Lounge, localizados na região da Chirst Church, ficam lotados praticamente a noite toda.

Outra coisa, se você quiser conhecer literalmente o estilo noturno dos moradores da ilha, não deixe de visitar o Oinstins Bay Gardens, principalmente de sexta-feira à noite, onde há dezenas de quiosques com culinária local, uma espécie de feirinha de artesanato com diversas barraquinhas de souvenirs, e é claro, muita música no palco. Sem dúvida, é o point dos barbadianos.

E para fechar a noite com chave de ouro, dê uma passadinha na Baker Road, com certeza a rua mais animada da ilha e conhecida como “a que nunca dorme”.
Curtiu, mas ainda sobrou um tempinho? Que tal ir às compras. Muitas lojas da ilha, mas nem todas, são Dutty Free, por isso é bom se informar. Basta apresentar o passaporte e a passagem de volta para que os impostos sejam retirados. Os melhores lugares são a Broad Street, centro comercial da capital de Barbados, Bridgetown; Shopping West Coast, em Sunset Crest; entre inúmeras barracas pelas ruas do país, ótimas para comprar souvenirs e artesanato local.
Você ainda tem dúvidas por que Barbados é tão especial? Então some tudo isto a 3 mil horas de sol durante o ano todo, temperatura média de 26°C e mais de 60 praias. Isto explica porque quem vai a Barbados uma vez, deseja voltar sempre.


Aventuras Inesquecíveis em Barbados

Agora sim, depois de uma farta refeição, você já está preparado para desvendar os mistérios da ilha. Que tal começar pelo Island Safari, um passeio emocionante em um jipe 4x4, uma ótima oportunidade de conhecer todo o lado leste da ilha, pontos turísticos históricos, praias primorosas, algumas quase desertas, e ainda um trecho no meio da floresta. Uma das melhores maneiras de conhecer boa parte de Barbados em um único dia. Atenção, não se esqueça de levar roupa de banho, pois senão você irá se arrepender de não ter caído na água em uma das paradas do jipe.

Depois de conhecer a costa leste, vale a pena um passeio de catamarã pelo lado oeste. Assim como o passeio de jipe, também dura cerca de 5 horas, mas em alto mar, durante a navegação há várias paradas, tanto para mergulhar e ver navios naufragados, nadar junto com tartarugas marinhas ou simplesmente desfrutar de momentos de ócio em praias desenhadas à mão.

Agora se você não gosta muito de mergulho, mas não abre mão de apreciar as riquezas marinhas de Barbados, que tal visitá-las de dentro do Atlantis Submarine, você poderá ver corais durante todo o percurso, além de um navio naufragado, com certeza uma experiência maravilhosa para quem visita a ilha.
Voltando um pouco para a terra, literalmente, não deixe de conhecer os parques Andromeda Botanic Gardens, Forest Flower e Orchid World, que apresentam o que há de mais espetacular da flora de Barbados. Os locais são perfeitos para caminhadas e muitas vezes usados até para cerimônias de casamentos, de tão belos que são seus jardins.
Na Forest Flower, em especial, é possível encontrar um verdadeiro jardim de inverno (bem, inverno só no nome) onde 50% das plantas são medicinais, além disso, lá tem mais de 25 tipos diferentes de palmeiras. Uma incontestável floresta tropica, com mais de 50 hectares de área verde.
Para os fãs de ecoturismo as opções também são inúmeras. O Welchaman Hall Gully é ótimo para caminhadas. Procure fazer o passeio no começo da manhã ou no fim da tarde, onde é possível ver diversos macacos brincalhões, afinal, Barbados é uma das poucas ilhas do Caribe onde tem os primatas em seu habitat natural, e não são poucos, cerca de 7 mil.
Continuando na parte aventureira, que tal uma visita à Caverna Harrison (Harrison’s Cave)? Garanto que você não irá se arrepender, sem dúvida uma das principais maravilhas da ilha. São diversos riachos que ajudam a formar as estalactites e estalagmites iluminadas artificialmente, deixando-as ainda mais fantásticas de serem observadas. Os passeios pelo interior da caverna são feitos em carrinhos que percorrem boa parte de seu interior, uma verdadeira obra de arte da natureza.

Outra caverna também bastante visitada é a Animal Flower Cave localizada no ponto mais alto ao norte de Barbados, lá tem muitas piscinas naturais com anêmonas do mar.
Agora se você quiser ver a ilha de outro ângulo, mais precisamente de cima, vale conhecer os mirantes das montanhas de Cherry Tree Hill e de Gun Hill Signal Station, os dois oferecem uma vista incrível de Barbados, com certeza lugares para tirar excelentes fotos.

Depois de conhecer praias, parques, museus históricos, viagem de barcos, mergulhos, cavernas e observar a ilha de seus mirantes, uma caminhada pelas ruas de Barbados também é uma super atração, logo de cara é possível verificar a paixão que a ilha tem pela Jamaica, nas barracas de rua as cores vermelho, amarelo e verde, das bandeiras deste país, formam a decoração, ao som do Reggae e cartazes do Bob Marley espalhados por todos os cantos. Os barbadianos são apaixonados por este ritmo musical, tanto que ao observar com mais calma as pessoas você verá a cultura rastafári em todo lugar, desde as roupas, até as tranças coloridas e dreads nos cabelos.

E assim também é a noite em Barbados, que gira em torno dos ritmos Reggae, Calypso e Soulca (uma mistura de Soul com Calypso). E acredite, as danças são extremamente animadas, sensuais e movimentam de um jeito todo peculiar as pistas de danças de Barbados.
Algumas opções inusitadas valem a pena ser visitadas, como os cruzeiros de festas, isto mesmo, você pode curtir a noite com diversas atrações a bordo do Jolly Roger, uma espécie de navio pirata, ou do MVP Harbour Master, inclusive com a performance de artistas locais, animação na certa.
Agora se você prefere curtir em terra firme e é do tipo que a balada inicia logo no pôr do sol e vai até o raiar do dia, então comece o esquenta em um dos milhares Rum Shops, estique para um Dinner Show, duas boas dicas são o Bajan Roots & Rithms, localizado no restaurante Plantation, e o Beach Extravaganza, no Harbour Lights.

Ainda sobrou fôlego? Sem problemas, opções não faltam, o Café Sol e o Reggae Lounge, localizados na região da Chirst Church, ficam lotados praticamente a noite toda.

Outra coisa, se você quiser conhecer literalmente o estilo noturno dos moradores da ilha, não deixe de visitar o Oinstins Bay Gardens, principalmente de sexta-feira à noite, onde há dezenas de quiosques com culinária local, uma espécie de feirinha de artesanato com diversas barraquinhas de souvenirs, e é claro, muita música no palco. Sem dúvida, é o point dos barbadianos.

E para fechar a noite com chave de ouro, dê uma passadinha na Baker Road, com certeza a rua mais animada da ilha e conhecida como “a que nunca dorme”.
Curtiu, mas ainda sobrou um tempinho? Que tal ir às compras. Muitas lojas da ilha, mas nem todas, são Dutty Free, por isso é bom se informar. Basta apresentar o passaporte e a passagem de volta para que os impostos sejam retirados. Os melhores lugares são a Broad Street, centro comercial da capital de Barbados, Bridgetown; Shopping West Coast, em Sunset Crest; entre inúmeras barracas pelas ruas do país, ótimas para comprar souvenirs e artesanato local.
Você ainda tem dúvidas por que Barbados é tão especial? Então some tudo isto a 3 mil horas de sol durante o ano todo, temperatura média de 26°C e mais de 60 praias. Isto explica porque quem vai a Barbados uma vez, deseja voltar sempre.


Que tal mergulhar na história de Barbados?

Viajar para um local fantástico e ainda poder conhecer um pouco de sua história é quase que obrigatório. Barbados também não fica atrás, principalmente pelas suas curiosidades. A marca de rum mais antiga do mundo está na ilha, a Mount Gay. O seu slogan já diz tudo “o rum que inventou o rum”. Passear pela fábrica é uma das atrações mais recomendadas da ilha, após o tour você ainda pode degustar os quatro tipos produzidos no lugar: Eclipse Silver, Eclipse, Extra Old e o 1703, este o mais especial, pois é envelhecido por 10 até 30 anos. Dê uma passada também na loja, lá é possível comprar garrafas desta bebida de todos os tamanhos.

E não estranhe, o rum é matéria-prima em Barbados, não apenas de drinks, ele também é usado para preparar deliciosos pratos e sobremesas. A bebida é tão importante na cultura barbadiana que os bares da ilha são conhecidos como “rum shops”, em todos eles e na maioria dos restaurantes é vendido o seu drink mais famoso, o Rum Punch, onde o destilado é misturado com diversos tipos de frutas, uma delícia.

Mas voltando a história, que tal visitar um museu interativo? Isto mesmo! Esta é a proposta do Arlinghton House Museum, que em seus três andares (cada piso com um tema diferente) apresenta a história desde os tempos de colônia, a influência da cana-de-açúcar na economia de Barbados (até hoje muito usada na ilha), até as memórias de um pirata que conta toda a trajetória da ilha.

Outro passeio interessante é até o Farley Hill National Park, com ruínas de uma mansão antiga, no meio de uma floresta. Se você estiver em Barbados em janeiro, não deixe de ver o Barbados Festival Jazz, com muita música ao redor de uma paisagem deslumbrante.
Agora se você quer uma atração para toda a família não pode deixar de conhecer Barbados Wildlife Reserve, parece um zoológico, mas com uma diferença, neste parque os visitantes passeiam livremente e a maioria dos animais não está nas jaulas, com certeza um local que irá agradar tanto a criançada como os adultos.

Barbados se orgulha de ser o único lugar do mundo visitado pelo ex-presidente dos Estados Unidos da América, George Washington, tanto que o casarão que alugou, foi restaurado e hoje é um dos principais museus da ilha, vale uma visita guiada, que conta muito sobre a história deste governante americano e mostra o que ele e seu irmão Lawrence aprenderam na ilha.

Continuando aos passeios históricos, desta vez religioso, o Nidhe Israel Museum é fantástico. Ele retrata a cultura judaica na região e foi construído ao lado de uma das sinagogas mais antigas do Ocidente. No lado de fora há um cemitério com diversas tumbas de judeus que fugiram para a ilha na época da Inquisição, lá também tem um Micvê, uma espécie de piscina com água natural onde os religiosos se banham com o objetivo de acabar com as impurezas.

Para finalizar, vale conhecer algumas das igrejas da ilha, entre as mais de 30, indicamos a Igreja de St. Jonh, situada na beira de um precipício e que oferece uma vista deslumbrante da costa leste de Barbados.


Delicie-se em Barbados

Depois de conhecer as belas praias e os principais pontos turísticos históricos, a pequena ilha ainda oferece muito mais para quem a visita.

Mas vamos começar pela gastronomia e culinária local, afinal, todos precisam de energia para aproveitar cada momento da viagem. Ir a Barbados e não experimentar o “Flying Fish” (peixe voador) é a mesma coisa de não ter conhecido a ilha. Desde os restaurantes mais sofisticados, até os quiosques da praia oferecem em seu menu pratos típicos com este peixe, o preferido dos bajans.

Também não deixe de experimentar a cerveja nacional Banks, deliciosa. Uma dica é o Waterfront Café, situado no porto de Bridgetown, com mesinhas na calçada, uma ótima vista e preços bastante acessíveis.

Como já dissemos anteriormente, Barbados é reconhecida internacionalmente pela sua culinária e chefs renomados, isto graças à influência de países europeus, americanos e asiáticos, então aproveite para experimentar os temperos peculiares da ilha, mas atenção, alguns pratos são bem apimentados, se informe. Entre as opções tradicionais bajans mais famosas, destacam-se: o Cou-Cou (prato com fubá e quiabo), Pepperpot (um cozido bem apimentado) e o Jug-Jug (mistura de milho Guiné com ervilhas), para acompanhar, é claro, um bom Rum Punch, o drink mais famoso da ilha.

Preço por pessoa em apartamento duplo . Os valores serão convertidos no câmbio do dia de pagamento da reserva. Preços sujeitos a alteração sem prévio aviso.
Os valores não incluem o valor da nova taxa governamental IRRF, em vigor desde 1º de janeiro de 2016. Verifique com um de nossos Consultores.