• Slideshow Destinos Bahamas Super

Bahamas

Sobre | Pacotes | DestinosSolicite um orçamento


Formado por um arquipélago de 700 ilhas, as Bahamas são um dos destinos mais procurados pelos turistas. São 26 mil quilômetros quadrados de Oceano Atlântico, do mar do Caribe, posicionados pouco além da costa da Flórida, nos EUA.

Deste total, há 14 mil quilômetros quadrados de terra firme, que correspondem às centenas de ilhas deste paraíso tropical, das quais apenas 32 são habitadas. Além delas, há inúmeras ilhotas e rochedos desabitados, que completam o cenário paradisíaco de águas rasas e cristalinas bahamenses.

Inclusive, é exatamente pelo fato de ter águas rasas, que as Bahamas têm este nome. Diz a história que foi Cristóvão Colombo que batizou as ilhas desta forma, em 1492, quando chegou ao leste das Bahamas, no Novo Mundo, na ilha de San Salvador. Ao perceber a profundidade do mar, disse “Baja mar”, ou seja, mar raso. E foi assim, então, que nomeou o local.

Também conhecida por ter as águas mais claras do mundo, com visibilidade de mais de 61 metros, as ilhas Bahamas são habitat de várias espécies de baleias e golfinhos, incluindo as baleias azuis, jubartes, golfinhos pintados e uma infinidade de outros seres impressionantes. Por este motivo, também, Bahamas são muito procuradas pelos turistas para a prática do mergulho.

  • Piratas na história das Bahamas

    Um dos atrativos do fundo do mar bahamense são os naufrágios, muito comumente avistados por lá. Alguns deles são naturais e outros artificiais. Isso porque Bahamas também é um dos locais preferidos dos produtores de cinema para as suas gravações. Ali já foram filmadas cenas para filmes como “O Silêncio dos Inocentes”, “Cocoon 1 & II”, “007 Contra a Chantagem Atômica”, “Flipper”, “Splash – Uma Sereia em Minha Vida”, “Velocidade Máxima 2”, “Tubarão 87 – A Vingança, Nunca Mais Outra Vez” e “Quase Feitos Um para o Outro”.

    Em muitas destas produções foi preciso simular naufrágios, e pelo fundo do mar bahamense esses naufrágios permaneceram, tornando-se mais uma atração para o turismo local.

    Mas a verdade é que havia piratas, mesmo, nas Bahamas. Por estarem localizadas próximas às rotas de navegação, antes do seu descobrimento por Cristóvão Colombo, as ilhas ofereciam ótimas oportunidades para que piratas e corsários saqueassem os navios de carga que por ali passavam.

    Além disso, suas ilhas e ilhotas representavam excelentes esconderijos, especialmente para os tesouros que, segundo a história, até hoje podem estar escondidos no mesmo local.
    Um dos piratas mais conhecidos de todos os tempos foi Edward Teach, também conhecido como Barba Negra.

    Contudo, registros históricos dão conta de que entre 300 e 400 d.C já havia pessoas habitando as Bahamas, provavelmente vindas de Cuba. Já quando Cristóvão Colombo chegou, em 1492, também havia cerca de 40 mil índios lucaios vivendo nas Bahamas, que chegaram das Antilhas. E o processo de escravização e colonização no local começou a partir de então.

    Ingleses, norte-americanos e espanhóis também estiveram presentes na história de Bahamas e, por isso, estes povos muito influenciaram a formação da cultura e costumes da população bahamense.
    Foi em 1783 que Bahamas tornou-se independente das forças espanholas, mas apenas em 10 de julho de 1973, declarou a sua independência com relação à Grã-Bretanha, encerrando um período de 325 anos de domínio britânico.

    Mesmo assim, até hoje, pode-se notar a influência da cultura britânica nos hábitos dos bahamenses, por exemplo, ao ver motoristas dirigindo do lado direito.

  • Povo e cultura das Bahamas

    Bahamas têm, em média, 305 mil habitantes, sendo que 70% deles vivem na ilha de New Providence, onde fica a capital de Bahamas, Nassau. Só por curiosidade, quem nasce em Nassau é chamado de nassoviano.

    Pela influência norte-america, a língua oficial de Bahamas é o inglês, mas o inglês bahamense. Isso quer dizer que se você já tem um pouco de familiaridade com o inglês dos EUA, por exemplo, não terá grandes problemas para se comunicar na região. Aos poucos se habituará aos dialetos característicos, influenciados pelos escravos africanos, imigrantes ingleses e de outras regiões.

    Por exemplo, o “h” não é utilizado no vocabulário, quando a pronúncia da palavra “house” transforma-se em “ouse”.

    Embora a moeda utilizada nas Bahamas seja o dólar bahamense, que é equivalente ao dólar americano, para os turistas, não há problemas em utilizar a moeda norte-americana. Não se preocupe em trocar dinheiro para ir às Bahamas.

    Metade de toda a renda gerada pelos bahamenses é resultado do mercado de turismo, que também é o principal empregador da população local, direta e indiretamente. Mas as Bahamas também são grandes exportadoras de produtos farmacêuticos e refinados de petróleo, cimento, rum e lagostim.

    Falando em produtos medicinais, outra peculiaridade dos bahamenses, em especial da ilha de Cat Island, é a utilização de plantas medicinais para a preparação de remédios contra dores de cabeça, pressão alta, diabetes, tosse e coceira, por exemplo.

    Esta é uma herança deixada pelos escravos africanos, que se tornou tradição local. Existem cerca de 100 plantas consideradas confiáveis para tratamento de doenças, entre elas a sálvia branca e sálvia espanhola, bagarina, folha de gravioleira, cascarilha, sailor’s flower, crab bush, pond bush, folha de hibisco e a folha de figo.

  • Festas e festivais em Bahamas

    Para quem curte o carnaval brasileiro e vai às Bahamas entre 26 de dezembro e 1° de janeiro, também existe a possibilidade de participar de uma festa muito parecida: o Junkanoo.

    Trata-se de um desfile que começa nas primeiras horas da madrugada. As pessoas formam espécies de blocos, escolhem um tema e, com base nele, desenvolvem suas fantasias. Com tudo pronto, saem dançando pelas ruas ao ritmo de tambores, apitos e chocalhos.

    Ao final do festival, um júri escolhe o grupo que será premiado, de acordo com a melhor música, melhor fantasia e o melhor desempenho durante o desfile. Bem parecido com os desfiles de escola de samba do nosso carnaval!

    Os desfiles de Junkanoo com mais destaque acontecem em Nassau e Grand Bahama, Eleuthera/Harbour Island, Bimini e nas Abacos. Em alguns locais os turistas também podem participar dos desfiles e há barracas para venda de comidas típicas.

    A primavera é outro período de festas, igualmente de destaque nas Bahamas. Entre 28 de fevereiro e 10 de abril acontecem várias festas na praia, shows musicais e eventos de esporte.

  • Mergulho nas Bahamas

    Opções de praias não faltam para mergulhar nas Bahamas, e em todas elas é possível encontrar uma grande variedade de corais, peixes supercoloridos, tartarugas e outros pequenos e grandes seres, como os tubarões.

    Todos os hotéis oferecem opções de mergulho, e você pode optar pelo tipo de aventura que deseja. Em uma das opções oferecidas, você mergulha a 10 metros de profundidade e acompanha vários tubarões, inclusive no momento da sua alimentação. Tudo isso, claro, acompanhado por mergulhadores profissionais, experientes e equipados.

    O barco para em um determinado local, onde parece que os tubarões já conhecem, e ali eles se aproximam para se alimentar.
    Aparecem 10, 20, 30 tubarões de uma só vez, e o mergulhador vai os alimentando um a um, com uma vara de inox. Quando a alimentação termina, o mergulhador volta para a embarcação, e o passeio continua pelas águas de Bahamas.

    E você deve estar se perguntando: mas e os tubarões? Vão embora, demonstrando que estavam ali para se alimentar! É um passeio um tanto quanto especial!

    De toda forma, se você não tem esta disposição, pode fazer outros tipos de mergulho, ou matar a curiosidade de como é a vida no fundo do mar das Bahamas em um dos resorts mais luxuosos da praia de Paradise Island, que fica ao lado da ilha de New Providence. É o Altantis, cujo nome e decoração fazem menção à legendária cidade de Atlântida.

    Com muito bom gosto e requinte, o hotel possui um dos mais fantásticos parques aquáticos das Bahamas, com toboáguas de vários tipos e tamanhos, que passam por dentro de um gigante aquário marinho de água salgada, com inúmeros peixes, tubarões e arraias jamantas. Além disso, o Atlantis oferece brincadeiras com golfinhos e atividades esportivas. Qualquer pessoa interessada pode comprar um ingresso e se encantar com as maravilhas de Bahamas no Atlantis.

  • Holofotes e casamentos em Bahamas

    A exclusividade e as belezas naturais das ilhas Bahamas inspiram o romantismo e também fazem deste paraíso um dos destinos mais procurados para a realização de casamentos.

    Quem pretende colocar em prática este sonho precisa pagar uma taxa de U$ 150, apresentar passaportes e uma declaração garantindo que os noivos são desimpedidos, além de chegar ao local escolhido com 24 horas de antecedência do horário marcado para a cerimônia, que será celebrada por sacerdotes ecumênicos.

    O exemplo de um dos astros que se casou nas Bahamas é a modelo Cindy Crawford, sem contar com a lista de famosos que têm propriedades no local, como Nicholas Cage, Julia Roberts e Robert de Niro.

    O galã Johnny Depp também se apaixonou pelo cenário de gravação do filme Piratas do Caribe e comprou uma casa, para trazer as ilhas Bahamas para a sua vida real.

  • 1

Bahamas - Destinos

  • Nassau/Paradise Island
  • Grand Bahama
  • Andros
  • Exumas


As vizinhas Nassau e Paradise Island representam um bom pedaço do paraíso caribenho! Nassau em específico, a capital das Bahamas, detém beleza ímpar e grandes atrações. Localizada na ilha de New Providence, é ali que está a maioria dos habitantes do país e bons centros comerciais.

É evidente que quem viaja para Nassau e Paradise Island quer curtir o sol, calor e a tranquilidade de suas praias, todas belíssimas e com natureza intacta. Porém, este paraíso tem cenário e condições favoráveis para a prática de várias outras atividades. Sejam elas a céu aberto ou não, ecológicas, culturais ou boêmias, há opções para os mais variados gostos.

Na programação de passeios às praias e ao ar livre, a dica é incluir mergulhos nos mares caribenhos, com a sua vasta vida marinha; ou se preferir um mergulho sem muitos equipamentos e sem a necessidade de tantas instruções, também é possível praticar o snorkeling, ou ainda andar de jet ski, caiaque, banana boat, kite-boarding, windsurf e ski aquático.

Para ter uma visão panorâmica da cidade e da ilha de New Providence, a recomendação é visitar a Torre de Água. São 66 metros acima do nível do mar, o que certamente vai render belíssimas fotos para o álbum de recordação! Além dela, há a Escadaria da Rainha, que tem 65 degraus e 31 metros de altura. Quem chega ao seu topo também tem uma visão privilegiada da ilha! Nada mais justo!

A travessia de duas pontes com aproximadamente 180 metros é o que se deve fazer para ter acesso às maravilhas de Paradise Island, com seus excelentes restaurantes, hotéis, resorts, lojas e um campo de golfe.

Quem visitar Paradise Island também não pode deixar de conhecer as atrações do Atlantis Paradise Island, um completo complexo turístico que inclui um parque aquático incrível, que exibe multicoloridas e variadas espécies de animais marinhos, além de cassino, restaurantes, espaço para shows e entretenimento noturno.

Localizada a menos de cem quilômetros a leste da Flórida, no mar do Caribe, a ilha de Grand Bahama é um dos destinos mais procurados por quem viaja para as Bahamas.

O lugar tornou-se esta atração turística no início dos anos 90, depois que o governo local fechou um acordo com a empresa madeireira The Grand Bahama Port Authority, a isentando de impostos em troca da construção de uma cidade potencial para o turismo.

A partir de então, Grand Bahama tornou-se uma das maiores e mais sofisticadas ilhas das Bahamas, com grande infraestrutura para receber turistas e proporcionar férias inesquecíveis. Ali estão concentrados excelentes hotéis e resorts, bares, restaurantes, cassinos e casas noturnas, sem falar de suas praias e pontos turísticos históricos, naturais e culturais. Para aproveitar bem a estadia por Grand Bahama, o ideal é fazer um roteiro e organizar o tempo para não perder nenhuma atração.

Entre as opções de parques e reservas naturais estão o Parque Nacional Lucaio, por exemplo, onde está um dos maiores sistemas de cavernas calcárias submarinas do mundo, mangues e uma belíssima praia.

Já o Parque Nacional de Peterson Cay é um dos menores das Bahamas, e seu acesso se dá apenas de barco. Este é o lugar ideal para relaxar, nadar e apreciar a vida marinha com seus belos recifes de corais, além de fazer piqueniques e aproveitar bons momentos com a família e amigos.

Outra atração do lugar é uma fábrica de perfumes chamada Fragrance of The Bahamas, onde os visitantes poderão criar o tipo de perfume que mais combina com seu gosto, sempre acompanhados por guias caracterizados por trajes e modos ingleses, conforme o estilo da colonização local. Uma boa dica de presentes para a família e amigos.

Tudo isso sem falar das incríveis atividades marítimas, como mergulho, nado com golfinhos na Lagoa Dolphin, pesca, passeios de jipe, bicicleta, caiaque e cavalgadas.

Se for possível programar a viagem para Grand Bahama para a segunda quinzena de dezembro os viajantes terão o privilégio de participar de um dos festivais mais tradicionais das Bahamas: o Junkanoo.

Trata-se de um desfile que começa nas primeiras horas da madrugada. As pessoas formam espécies de blocos, escolhem um tema e, com base nele, desenvolvem suas fantasias. Com tudo pronto, saem dançando pelas ruas ao ritmo de tambores, apitos e chocalhos, típicos da música indígena.

Ao final do festival, um júri escolhe o grupo que será premiado, de acordo com a melhor música, melhor fantasia e o melhor desempenho durante o desfile. Bem parecido com os desfiles de escola de samba do carnaval no Brasil.

O nome da maior ilha das Bahamas é Andros! Ela está localizada a leste de Nassau, e a sudeste da Flórida, nos EUA, e possui tudo o que qualquer pessoa procura para ter férias inesquecíveis. Suas paisagens são fantásticas, com beleza natural deslumbrante, e ainda oferece diversas opções de diversão e entretenimento.

São quase 6 mil quilômetros quadrados divididos nas regiões norte, sul e central. Cada uma delas apresenta beleza singular, mas sempre surpreende! Ao norte de Andros os visitantes encontrarão cidades como Nicholas Town, Mastic Point e Morgan’s Bluff. Uma das principais atrações desta última são as cavernas de calcário com suas impressionantes estalactites.

Já em Nicholas Town está o centro administrativo da região, com as instituições políticas, escolas, centros médicos, além de bares, restaurantes e casas noturnas que são ótimas opções de divertimento.

Na região central de Andros, em especial em Fresh Creek, os viajantes encontrarão boa parte de opções de passeios, incluindo o mergulho no Captain Bill’s Blue Hole (buraco azul), com seus 120 metros de diâmetro, ou até a incrível experiência de nadar com golfinhos.

Por ser a maior cidade desta região, Fresh Creek também tem outros importantes pontos turísticos, como a Igreja Anglicana de Saint Stephens, e a Coakley House, a casa que pertenceu a um importante comandante da marinha real. Por ali também fica o antigo prédio do governo, com sua arquitetura admirável, que remete à época da colonização da região.

A região de Mangrove Cay é outro destaque da região, por conta de suas características geográficas. É como se ela fosse uma ilha dentro da ilha, e toda a sua costa é detentora de beleza sem igual, com buracos azuis e maravilhosos recifes de corais. Por ali, uma das recomendações é se divertir em passeios de caiaque ou fazendo trilhas junto à natureza.

Para conhecer o lado sul de Andros é possível alugar um carro ou pegar um taxi que percorrerá uma rodovia com aproximadamente 65 quilômetros, onde estão espalhadas belas ilhas. Long Bay é uma destas lindas cidadezinhas; e Congo Town é onde fica o aeroporto da região sul de Andros.

Mas é em Deep Creek & Little Creek que os turistas encontrarão o buraco azul oceânico com coloração mais escura da região. Ao mergulhar, certamente vão se admirar com o contraste de suas cores com o azul-turquesa da água do mar.


Por suas incríveis características naturais e variedade de atrações, Exumas é o lugar ideal para proporcionar férias inesquecíveis a quem quer que viaje para lá. Falamos de um arquipélago formado por 365 ilhas e ilhotas, localizado a sudeste de Nassau, com mais de 150 quilômetros de extensão de maravilhosas praias desertas e outros cenários com beleza simplesmente esplêndida.

As duas maiores ilhas são Great Exuma e Little Exuma que, interligadas por uma ponte, oferecem ótima infraestrutura para hospedagem, além de boas opções de restaurantes, bares, lojas e pontos turísticos. As maiores cidades de Little Exumas são Forbes Hill e Williams Town, por onde os visitantes encontrarão belos lugares para visitar, como as igrejas Church of God, e uma igreja anglicana, Saint Mary Magdalene, inaugurada no final de 1986.

Em Great Exuma está localizada a capital de Exumas, George Town, além de cidades como Rolleville e Rolle Town, onde também há pontos interessantes para se visitar, como os três túmulos de uma tradicional família que viveu e fez parte da história de Exumas.

Falamos da família McKay, cuja inscrição explica sua passagem por este paraíso das Bahamas: “Dentro desta tumba está enterrado o corpo de Ann McKay, esposa de Alexander McKay, que partiu desta vida em 8 de novembro de 1792, aos 26 anos, e o bebê do casal”. Tal história remete também para a trajetória dos escravos que viveram por ali, e que foram os protagonistas do povoamento do lugar.

Ainda em George Town, os visitantes certamente se depararão com o Lago Vitória, que recebeu este nome em homenagem à rainha Vitória. Ao seu redor estão localizados bons restaurantes, bares e lojas, onde é fácil encontrar souvernirs para os amigos e familiares.

Contudo, por todo lugar que passar em Exumas haverá possibilidades para explorar e fazer descobertas. As atividades vão desde a pesca, passeios de barco, vela, caminhadas, ciclismo e, como não poderia deixar de ser, o mergulho e o snorkeling. O fundo do mar das ilhas de Exumas reserva beleza esplêndida, com uma variedade incrível de peixes e outros animais marinhos, que dão show de graciosidade com sua variedade de cores e tamanhos.

Inclusive, os viajantes podem optar por observar estas maravilhas durante passeios em barcos com fundo de vidro. Uma experiência inesquecível! Um destes passeios tem como destino a bela Stocking Island, onde além de se deslumbrar com tamanha beleza natural, os turistas poderão fazer trilhas em meio à natureza, ou simplesmente relaxar e curtir o ócio em um ambiente privilegiado!

Quem estiver em Exumas também não pode deixar de conhecer o Elizabeth Harbour, considerado o mais belo porto das Bahamas. Os iatistas e amantes de esportes náuticos também concordam, e fazem do lugar palco de importantes regatas e eventos de iatismo. Além disso, o lugar é ideal para apreciar um dos amanheceres mais belos de todo o mundo. Vale a pena se programar para conferir.

Um dos parques mais visitados na região chama-se Exuma Cays Land and Sea Park. Com beleza indescritível e natureza intacta, o parque é responsável pela preservação de uma variedade impressionante de animais e recifes de corais. A região do parque também abrange outras belas ilhotas que merecem visitação.

Preço por pessoa em apartamento duplo . Os valores serão convertidos no câmbio do dia de pagamento da reserva. Preços sujeitos a alteração sem prévio aviso.
Os valores não incluem o valor da nova taxa governamental IRRF, em vigor desde 1º de janeiro de 2016. Verifique com um de nossos Consultores.